Mostrando postagens com marcador saúde. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador saúde. Mostrar todas as postagens

quarta-feira, 30 de março de 2016

Secretaria de saúde e de educação promove campanha contra o mosquito Aedes aegypti

Nenhum comentário:

Hoje (30/03/2016) a secretaria de saúde juntamente com a secretaria de educação realizaram o movimento ao combate do mosquito Aedes aegypti. O projeto teve início às 7:30 e teve ponto de partida a Unidade Integrada de Saúde José Torres Evangelista, e também marcou presença nessa mobilização os alunos da Escola Municipal José Torres Evangelista, equipe da TV CdG é Blog Centro do Guilherme.

Saúde, educação e população todos juntos contra a dengue

Nenhum comentário:

A secretaria de educação e de saúde estão realizando a partir de agora o projeto saúde, educação e população juntas contra a dengue.

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Centro do Guilherme recebe caminhão baú frigorífico para fortalecer agricultura familiar do município

Nenhum comentário:
A prefeita de Centro do Guilherme, Detinha, recebeu na manhã desta quarta-feira, 9, vários equipamentos que irão beneficiar a agricultura familiar do município, entre eles; um caminhão baú frigorífico, balança, freezer, caixas plásticas e palletas. Além de Centro do Guilherme, mais 25 municípios também foram contemplados no Maranhão.

AqKysKvqj-U-ovtwpns_be4QyW-rsB-W5ZIY96T1wUH7A solenidade de entrega dos equipamentos ocorreu no auditório do Palácio Henrique de La Rocque, em São Luis e contou com a presença da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello e do Governador Flávio Dino, que por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social, apresentou o Balanço de Ações da Segurança Alimentar e Nutricional no Maranhão.
A ação visa beneficiar o agricultor, que pode escoar e acomodar seus produtos de forma correta, e a população, que receberá alimentos com boa qualidade e em condições adequadas, além de escolas e creches.
A prefeita Detinha estava acompanhada da Secretaria de Assistência Social do município, Fátima, do presidente do Conselho de Segurança Alimentar, Valer Junior e Professor Ezequiel, Secretario de Educação. 
Os kits de modernização conta com um veículo caminhão baú frigorífico, uma balança eletrônica de 30 kg e outra de piso móvel de 300kg, freezeres horizontal e freezer vertical, lavadora de alta pressão, monoblocos, pallets, computador, impressora a laser, além de cadeiras e mesa para escritório.
“Essa é uma conquista que há muito tempo sonhávamos e chegou no momento em que mais precisamos. Os equipamentos e principalmente o caminhão refrigerado ajudará em muito nossos produtores”, salientou a prefeita Detinha. 
Fonte: Maycon Alves
Obs. Pegados a fonte do blogueiro Maycon Alves por que não estamos com disponibilidade de escrever.

domingo, 7 de junho de 2015

SAÚDE: O que há por trás das carnes bovinas em Centro do Guilherme - MA

   

       Poucas pessoas sabem o mistério que há por trás dos “matadores” de carnes bovinas. Na madrugada do dia (07/06/2015), no município de Centro do Guilherme – MA,  no bairro “Sem Nome”, ou mais conhecido como bairro Fernandes, uma novilha apareceu morta, e os principais suspeitos são os cachorros. Alguns moradores do bairro reclamam do forte odor que vem do matadouro. O mais incrível é que, O secretário (a) “Sei lá quem é!” de saúde de Centro do Guilherme – MA, ainda não tomou uma providência contra o abatimento de bovinos  no bairro em crescimento e bastante privilegiado na região.




   Ai eu te pergunto. 
Até quando isso vai durar? 
Provavelmente se o matadouro continuar no mesmo lugar, a rotina dos residentes próximos ao lugar onde todos os dias, todas as semanas e todos os meses bois são abatidos, a vida dos moradores irá ficar bastante difícil, e contando, que a possibilidade de crianças adoecerem é muito grande, não só elas, mais sim todas as pessoas do município que consumem carne de gado.

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

SEMUS inicia construção do Primeiro Centro de Diagnóstico por Imagem do município

Nenhum comentário:
O núcleo funcionará no mesmo terreno do Centro de Especialidades Médicas Três Poderes – prédio próprio da Prefeitura Municipal de Imperatriz. As obras foram iniciadas no último dia 22 de setembro e tem previsão de ser entregue à comunidade até fevereiro de 2015. No Centro, além dos aparelhos que compõem a estrutura do núcleo, funcionará também o primeiro aparelho de ressonância magnética do município.
A coordenadora do Centro de Especialidades Médicas, Tassiana Brandão, ressalta que a instalação dessa nova aparelhagem ampliará o acesso dos usuários do Sistema Único de Saúde aos exames de diagnóstico por imagem, realizados na rede pública de saúde no município de Imperatriz.
“Com aparelho próprio, deixaremos de depender de prestadores de serviços - o que vai nos possibilitar a realização de um maior número de exames e a custos mais baratos, pois sairão pelo valor estabelecido pela tabela SUS. Além disso, teremos mais agilidade no processo, encurtando o espaço de tempo entre o pedido e a efetivação do serviço”, observa Tassiana.
Localizado dentro do espaço do prédio do Centro de Especialidades Médicas Três Poderes, está sendo construído o Centro de Diagnóstico por imagem. O ponto era utilizado para lavagem de veículos e estava sem utilização. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS), é o local mais adequado para receber as instalações, por ser de propriedade da prefeitura e possuir a estrutura necessária.
Pata tanto, o espaço está sendo ampliado com a retirada de uma árvore existente nas proximidades do local – uma mangueira. A coordenação explica que não teria como concluir a edificação sem a retirada da mesma.
“Sabemos que se trata de uma árvore centenária e da importância dela para o equilíbrio ambiental, porém em parceria com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, a secretária de Saúde, Conceição Madeira, já se comprometeu a plantar árvores em outra área da cidade, como forma de compensação”, reiterou.
Segundo a SEMUS, os ganhos para a população com a chegada desse centro são muito grandes, pois refletirão diretamente na diminuição da demanda de ultrassons e ressonâncias que são realizadas pela rede pública de saúde. Com a conclusão das obras, a população terá a sua disposição aparelhos de ultrassom de última geração, máquina de ressonância magnética e um tomógrafo - instalado no Socorrão. (Maria Almeida - ASCOM)
O progresso

Chiclete sem açúcar ajuda a manter a saúde bucal

Nenhum comentário:
As bactérias presentes na boca são responsáveis pela formação de placa dentária, cáries e desgaste do esmalte dos dentes. Elas se alimentam de açúcar, o grande vilão das bocas saudáveis.
Mascar chiclete sem açúcar, no entanto, pode ajudar a manter sua saúde bucal. A Associação Americana de Dentistas menciona os possíveis benefícios da goma de mascar sem açúcar:
- A mastigação ajuda a impulsionar a produção de saliva, que lava os ácidos responsáveis por danificar os dentes. Aumento da saliva eleva a quantidade de cálcio e fosfato – ambos fortalecem o esmalte do dente
- Chicletes sem açúcar contém edulcorantes – tais como o aspartame, sorbitol ou manitol, e não contribuem para a formação de cáries

sábado, 27 de setembro de 2014

Ação de Saúde mobiliza município de Peri Mirim

Nenhum comentário:
Com o compromisso de levar qualidade de Vida e Saúde a todos os munícipes, a Prefeitura de Peri Mirim, realizou durante todo o dia de ontem, sexta-feira dia 26, uma ação de Saúde no centro da Cidade.

O evento que foi realizado pela Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com a secretaria de Assistência Social, aconteceu na Escola Carneiro Freitas e na Praça São Sebastião, realizando mais de Dois Mil atendimentos.

Na ocasião, foram realizadas ações como corte de cabelo, serviços de manicure e pedicure, imunização, consulta com ginecologista, fonoaudiólogo, psicólogo, fisioterapeuta e, clinico geral, atendimento dentário, exames preventivos, ultrassom, aferição da pressão arterial, teste de glicemia, farmácia básica com distribuição de remédios gratuitos. Além de outras atividades recreativas com roda de capoeira e etc.
Segundo Ingred, secretária de Saúde do Município, “A ação de saúde, foi uma determinação do prefeito João Felipe, que vê na iniciativa, uma alternativa para estreitar os laços do setor de saúde com os moradores, independente de onde residam. O prefeito deu total apoio a ação e disponibilizou transportes para os moradores da Zona Rural”.

Sabemos que, quando agimos preventivamente, evitamos ações curativas, que demandam mais tempo e investimentos do município.  Ao realizarmos essa ação, estamos levando o atendimento profissional aos perimirienses e, permitindo que todos tenham acessos a um serviço de qualidade, de maneira igualitária, disse o prefeito João Felipe. O prefeito agradeceu ainda, a todos os profissionais de saúde do município, e todas as secretarias envolvidas.


Essa ação superou as nossas expectativas, foi muito gratificante oferecer esse atendimento preventivo a comunidade. Tenho certeza que o prefeito João Felipe, determinará realização de outras ações semelhantes a essa. Afirmou Concita Lopes, secretária de Assistência Social. 

Blog do Vandoval Rodrigues

quarta-feira, 24 de setembro de 2014

Justiça em Caxias garante UTI móvel e tratamento para criança com doença rara

Nenhum comentário:
Hospital-de-Messejana
Hospital de Messejana, em Fortaleza-CE
O juiz titular da 4ª Vara de Caxias, Antônio Manoel Araújo Velozo, proferiu decisão atendendo a uma ação promovida pelo Núcleo da Defensoria Publica de Caxias, na qual determina que o Município de Caxias proceda ao imediato traslado por UTI móvel do adolescente de iniciais V. M. S. S. para a cidade de Fortaleza, no Ceará. Lá, o adolescente será submetido a tratamento médico especializado no Hospital de Messejana, em razão de acometimento de Cardiopatia congênita rara.
O adolescente V. M. S, de 14 anos de idade, sofre da doença rara e desde que nasceu foi submetido a várias cirurgias paliativas, visando à sua sobrevivência imediata, todas realizadas no hospital citado acima. A Defensoria Pública foi informada pela família do menor que a Prefeitura de Caxias, através da Secretaria de Saúde, tentou encaminhar o caso para o Instituto do Coração, no Rio de Janeiro. O Incor questionou o procedimento e solicitou mais informações acerca do caso.
“É uma corrida contra o tempo para salvar uma vida, uma situação de urgência, necessitados de recursos hospitalares e extra-hospitalares para submeter o adolescente a uma cirurgia que lhe garanta sobreviver. Por conseguinte, encaminhá-lo ao Estado do Rio de Janeiro seria desperdiçar tempo, fator precioso no caso em tela. Entendo que não exista maior dano ao ser humano do que ser privado de viver ou impossibilitado de tentar sobreviver por falta de atendimento médico de qualidade, uma vez que a saúde é um direito de todo cidadão, quiçá, de uma criança na mais tenra idade”, destaca a decisão.
Ao fundamentar a obrigação de fazer por parte do Município de Caxias, o magistrado citou a Constituição Federal, que elegeu a saúde como uma das condições essenciais à vida digna, logo, um direito fundamental. Ele observou que a política de saúde brasileira foi formulada a fim de viabilizar a garantia normativa máxima do direito à saúde, citando o Sistema Único de Saúde. A decisão cita que o menor foi submetido a várias cirurgias nesse hospital, o que possibilitou que ele vivesse até os dias de hoje. Isso posto, concluiu que nada mais óbvio que se fizesse nova cirurgia no mesmo hospital.
Ao final, determinou que a Prefeitura de Caxias procedesse ao imediato traslado em UTI aérea do menor ao Hospital de Messejana, em Fortaleza, assim como o acesso ao tratamento necessário, exames medicamentos e ajuda financeira no valor de 200 reais ao dia. Em seguida, após pedido da família do menor, o juiz solicitou a troca da UTI aérea por uma ambulância do SAMU devidamente equipada para atender o referido caso.
Jornal Pequeno

sábado, 20 de setembro de 2014

Segurança do paciente é tema de encontro de Vigilância Sanitária

Nenhum comentário:
A segurança do paciente e a qualidade dos serviços prestados nas unidades estaduais e particulares de saúde são temas discutidos no IV Seminário Estadual de Vigilância Sanitária que está acontecendo no Hotel Abville, em São Luis. O evento, que teve início nesta terça-feira (16) e será encerrado nesta quarta (17), visa capacitar os profissionais da saúde para que multipliquem cultura e práticas efetivas e fundamentais para a segurança do paciente.
O secretário adjunto de Vigilância em Saúde, Alberto Carneiro, disse que, por ser uma temática emergente em saúde pública e pelo perfil atuante do Estado, com zelo em ofertar instalações e serviços de qualidade aos pacientes que adentram às unidades da rede estadual, faz-se necessário que os profissionais de saúde acolham e acompanhem com segurança os pacientes.  “É muito importante que os prestadores de serviços públicos e privado conheçam e difundam os princípios e desafios em prol da segurança do paciente”, justificou.
O superintendente de Vigilância Sanitária da SES, Paulo Jessé Gonçalves, diz que a segurança do paciente envolve a identificação correta do paciente; prevenção do risco de quedas e úlceras por pressão; segurança na prescrição, uso e administração de medicamentos; cirurgia em local de intervenção, procedimentos e pacientes corretos; higienização das mãos em serviços de saúde e comunicação adequada entre os profissionais de saúde. “A nossa intenção é conscientizar os profissionais para este tema tão importante e vital para o controle das infecções”.
Gerente geral de Tecnologias em Serviços de Saúde da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Diana Oliveira disse que a iniciativa é louvável e que este tema vem sendo disseminado em todo o país. “A segurança do paciente exige muita atuação dos profissionais de saúde, da assistência e da vigilância sanitária, que precisam estar sempre focados para a melhoria da qualidade dos serviços e na busca de identificar falha nos processos de boas práticas para minimizar e controlar os riscos destas falhas”, disse.
O encontro reúne profissionais dos estabelecimentos assistenciais de saúde públicos e privados, de vigilância sanitária, representantes de órgãos públicos, dos conselhos estadual e municipal de saúde, das comissões de saúde da Assembleia Legislativa e da Câmara, dos conselhos de classe e do Ministério Público.

quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Governo divulga balanço do primeiro ano do programa mais médicos

Nenhum comentário:
Faltando cerca de um mês para as eleições, o Ministério da Saúde chamou uma coletiva, nesta quinta-feira (4), para apresentar um balanço de um ano do programa Mais Médicos e divulgar dados de uma pesquisa de opinião que aponta altos índices de aprovação do programa, vitrine eleitoral da presidente e candidata Dilma Rousseff (PT).
O ministro Arthur Chioro (Saúde) ainda aproveitou para rebater a crítica feita pela candidata à Presidência Marina Silva (PSB), que se referiu ao Mais Médicos como medida "paliativa". "Não é um programa paliativo e muito menos tem prazo de validade", disparou Chioro, sem citar a candidata Marina.
Também durante o balanço, o Ministério da Educação divulgou a lista de cidades que preencheram os critérios estabelecidos e estão aptas a receberem novos cursos de medicina –abertura de vagas que pode se estender até 2017.
O balanço de um ano, chamado pelo próprio ministro Chioro de "ato-coletiva", teve uma face política. As quatro primeiras fileiras de cadeiras do auditório do Ministério da Saúde, cerca de 30 lugares, estavam reservadas com a palavra "prefeito" e eram ocupadas pelos próprios prefeitos ou por seus representantes –todos das cidades escolhidas para receberem novos cursos de medicina.
Em sua fala, Chioro apresentou dados já divulgados dos investimentos federais em atenção básica –R$ 20 bilhões em 2014 contra R$ 9,7 milhões em 2010– e reapresentou os números finais do Mais Médicos –12.462 profissionais em 3.785 municípios. Por outro lado, atualizou os números de vagas de residência e graduação de medicina abertas em 2014, até o momento.
Dois vídeos foram apresentados, durante o evento, ressaltando os pontos positivos do Mais Médicos e colhendo relatos de pacientes satisfeitos com a iniciativa.
Inédita, de fato, era a pesquisa de opinião realizada pela UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais) com os usuários do programa Mais Médicos. Foram ouvidas 4 mil pessoas em 200 cidades atendidas pelo programa federal.
Segundo Chioro, a pesquisa identificou que a população vê os médicos do programa como mais atenciosos e mais capacitados e competentes, mais voltados às áreas rurais e que entende que há mais rapidez no diagnóstico.
"[A pesquisa mostra que] 95% dos entrevistados estavam muito satisfeitos ou satisfeitos com a atuação dos médicos e 87% deram nota de 8 a 10 para o programa Mais Médicos", destacou o ministro. Chioro citou, ainda, que 74% informaram que o programa era muito melhor que o esperado e que para 86% a qualidade do atendimento é melhor ou muito melhor que anteriormente.
Questionado sobre as intenções do governo ao divulgar uma pesquisa de opinião em plena campanha eleitoral, Chioro afirmou que o Mais Médicos é "republicano" e que é "legítimo" apresentar o balanço ao final do primeiro ano do programa. "Talvez seja difícil para muitos admitir que um programa conduzido de forma governamental, mas republicana, possa ter o resultado que o Mais Médicos tem. Está mudando a vida de 50 milhões de habitantes."
Chioro se irritou quando questionado, mais de uma vez, sobre as críticas feitas pela população e captadas pela pesquisa da UFMG. "Eu mostro uma pesquisa que tem 87% [de satisfação], 1% ou 2% que é ponto negativo, mas a gente explora...", rebateu Chioro.
"Apenas 1% a 2% dos entrevistados se mostraram insatisfeitos com o programa. São queixas restritas basicamente a dois tipos de problema: dificuldade de comunicação, que se mostram pequenas pela quantidade de profissionais estrangeiros do programa, e, em segundo lugar, uma expectativa de encontrar, no posto de saúde, serviços de especialista, que o posto não fornece", disse o ministro.
NOVAS ESCOLAS DE MEDICINA
Durante o balanço do Mais Médicos, o Ministério da Educação apresentou a lista de 39 cidades aptas a receberem novos cursos de medicina, seguindo uma nova lógica adotada pelo governo para garantir a abertura de cursos onde há necessidade de profissionais médicos e estrutura para receber os cursos.
As cidades estão distribuídas em onze Estados: Bahia, Espírito Santo, Minas Gerais, Pará, Pernambuco, Paraná, Rio de Janeiro, Rondônia, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. Outros sete municípios estão com pendências e entrarão em outra seleção.
O MEC promete lançar, ainda este mês, uma chamada pública voltada a instituições privadas de ensino superior interessadas em abrir cursos nesses 39 municípios. A pasta diz que pretende finalizar, até o final do ano, o processo de escolha das instituições que abrirão os cursos nestas 39 cidades.
De acordo com o ministro Henrique Paim (Educação), no entanto, a abertura efetiva dos cursos pode se estender até 2017, já que é complexa a tarefa de abrir novas escolas e contratar professores.
A lista das 39 cidades foi lida durante o evento, o que provocou fortes aplausos entre os prefeitos e seus representantes que participavam do "ato-coletiva"

folha

segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Centro do Guilherme -MA está investindo cada vez mais em educação

Nenhum comentário:
De acordo com a pesquina no site do governo, Meu município,Centro do Guilherme (MA) está investindo cada vez mais em educação. O indice é de 43.13% e a média é 39.99%. Já alguns meses atrás no começo das aulas no fim da festa junina, chegou novas carteiras e birôs para os alunos e para os professores.

 Veja as outras funionalidades que estão abaixo da educação.

SAÚDE15.6%22.07%
TRANSPORTE12.58%2.38%
ADMINISTRAÇÃO9.33%13.56%
SANEAMENTO5.82%2.12%
URBANISMO3.98%7.93%
CULTURA3.43%1.24%
ASSISTÊNCIA SOCIAL2.95%2.83%
OUTRAS FUNÇÕES0.24%2.67%
ENCARGOS ESPECIAIS0.0%1.4%
GESTÃO AMBIENTAL0.0%0.16%
HABITAÇÃO0.0%0.33%
LEGISLATIVA0.0%2.72%
PREVIDÊNCIA SOCIAL0.0%0.66%
Ao todo a despesa total é de:PIB: 49.450.727,00 PIB PER CAPITA: R$ 3.935,59.

Despesa em receita porcentagem:

RECEITA CORRENTE
100%
RECEITA TRIBUTÁRIA
4,64%
RECEITA TRANSFERÊNCIAS INTERGOV.
85,9%
OUTRAS RECEITAS TRANSFERÊNCIAS
9,09%
OUTRAS RECEITAS CORRENTES
0,37%
DEDUÇÕES DE RECEITA CORRENTE
-0%
RECEITA DE CAPITAL
0%
OPERAÇÃO DE CRÉDITO
0%
ALIENAÇÃO DE BENS
0%
AMORTIZAÇÃO DE EMPRÉSTIMOS
0%
TRANSFERÊNCIA DE CAPITAL
0%
OUTRAS RECEITAS DE CAPITAL
0%
RECEITA CORRENTE INTRA-ORÇAMENTÁRIA
0%
RECEITA DE CAPITAL INTRA-ORÇAMENTÁRIA
0%

Orçamento: R$ 21.705



Despezas:



DESPESAS CORRENTES

75,92%

PESSOAL E ENCARG SOC.
50,56%
JUROS E ENCARGOS DÍVIDA
0%
OUTRAS DESP. CORRENTES
49,44%
DESPESAS DE CAPITAL
24,08%
INVESTIMENTOS
100%
INVERSÕES FINANCEIRAS
0%
AMORTIZAÇÃO DA DÍVIDA
0%
RESERVA DE RPPS E RESERVA DE CONTINGÊNCIA
0%

total: R$ 22.060